Ananda Escola

Núcleos

ludologia

Ludologia

 

FINALIDADE:

  • Despertar, construir e/ou desenvolver as potencialidades dos educandos através de jogos, brincadeiras e divertimentos de forma, cada vez mais, interessante, inteligente e instigante.
  • Possibilitar ao educando o despertar de sua criatividade através do lúdico.
  • Oportunizar ao educando estabelecimento de relações entre ele, pessoas, seres e objetos que possam dar-lhes suporte para a construção de sua própria personalidade/individualidade, reconhecendo suas limitações e lhes oferecendo meios para, no mínimo, saná-las.
  • Permitir a manifestação do imaginário infantil, por meio de uma ação pedagógica interessante, inteligente e instigante, auxiliando assim, o desenvolvimento integral do educando.
  • Induzir o lúdico, também, pelos jogos, divertimentos e brincadeiras. Eis que, se deveras atentos, quando jogando, aprendemos a aplicar regras específicas em situações específicas. Quando divertindo, aprendemos a intensificar o despertamento, construção e/ou desenvolvimento de nossas inteligências. E quando brincando, favorecemos ao nosso querer, raciocínio e realizar, na prática.

psicomotricidade

Psicomotricidade

 

FINALIDADE:

  • Desenvolver, despertar e construir os eixos psicomotores estabelecidos em nosso planejamento, tais como: orientação temporal, orientação espacial, lateralidade, esquema corporal egrafismo;
  • Prevenir dificuldades relacionais que possam interferir, direta ou indiretamente, no processo de ensino-aprendizado-sentimento do educando;
  • Posssibilitar melhor socialização entre os educandos partindo de atividades que mostrem aos mesmos a sua capacidade para enfrentar situações problema, bem como criar estratégias positivas buscando solucioná-las;
  • Permitir que os educandos expressem suas dificuldades relacionais, ajudando os mesmos a superá-las a partir de atividades voltadas para o esquema motor como um todo;
  • Favorecer tanto a educação quanto a reeducação psicomotora dos educandos utilizando os seus aspectos relacionais;
  • Permitir um equilíbrio motor que favoreça o desenvolvimento cognitivo, comportamnetal, moral, afetivo e emocional dos educandos.

alfabetizacao

Alfabetização

 

Objetivo Geral

  • Capacitar a Escola de maneira continuada quanto a diversidade de métodos de como alfabetizar o Ser Humano, no seu processo de aquisição, construção e apropriação da lecto-escrita, a partir dos indicativos de sua língua prática.

Objetivos Específicos

  • Levar o educando a reconhecer a função social da língua, estabelecendo relações entre a fala e a escrita;
  • Proporcionar atividades que levem o educando a compreensão do sistema alfabético na produção de texto;
  • Analisar os processos de desenvolvimento lingüístico do educando a partir das atividades desenvolvidas;
  • Ajustar atividades programadas à realidade sócio-cultural e lingüística do educando;
  • Proporcionar aos educadores a refletirem sobre atividades que foram propulsoras para o desenvolvimento da lecto-escrita, como também as dificuldades encontradas.

artes

Artes

 

FINALIDADE:

  • Promover a integração entre os aspectos sensíveis, afetivos, intuitivos, estéticos e cognitivos, assim como a promoção de interação e comunicação social;
  • Desenvolver a imaginação criadora, da expressão, da sensibilidade e das capacidades estéticas dos educandos;
  • Produzir trabalho de artes, utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da modelagem, da colagem, da construção, desenvolvendo o gesto, o cuidado e o respeito pelo processo de produção e criação;
  • Ampliar o conhecimento de mundo que possuem, manipulando diferentes objetos e materiais, explorando suas características, propriedades e possibilidades de manuseio ao entrar em contato com formas diversas de expressão artística;
  • Levar o educando a compreender, a partir do fazer artístico, que a arte é meio, e não fim de processo;
  • Compreender as tendências de sua época, fazendo análise crítico-científica, além, de épocas pretéritas.

lingua-portuguesa

Língua Portuguesa

Capacitar a ANANDA – Escola e Centro de Estudos, de forma continuada, quanto ao domínio desta e de sua finalidade precípua, a ponto de fazer com que os educandos e os educadores que dela fazem parte demonstrem-na através de um estilo próprio.

geniologia

Geniologia

Objetivo Geral:

  • Capacitar a Escola de forma continuada quanto a Genialidade do Gênero Humano, auxiliando as educadoras quanto à elaboração de estratégias de trabalho para o despertamento, desenvolvimento, moralização e socialização do potencial intrínseco da expressão inteligente da consciência do educando ao seu pico máximo – a Genialidade.

Objetivos Específicos:

  • Oportunizar aos educadores, pais, educandos e comunidade escolar, conhecer as diversas pesquisas e teorias sobre a Genialidade e tudo que está a ela afeita;
  • Oportunizar aos educandos, educadores, pais e comunidade escolar, espaço e tempo para a realização de atividades específicas ao desenvolvimento e expansão da sua Genialidade;
  • Reformular conceitos, atualizar dados, sugerir leituras e atividades práticas que colaborem para o seu objetivo maior.

inteligenciologia

Inteligenciologia

 

Objetivos

  •     Despertar, construir e/ou desenvolver as habilidades, capacidades e competências dos educandos, levando-os a refletir quanto ao seu papel e contribuição na e para sociedade.
  •     Verificar as habilidades/inteligências postuladas por Gardner em estado de despertamento para que possam ser desenvolvidas e conseqüentemente expandidas, inclusive utilizando daquelas que já demonstram grau significativo de desenvolvimento.
  •     Detectar os níveis de inteligência do educando proporcionando-lhes adequar-se ao meio com facilidade, resolver os problemas com criatividade e autoconhecer.
  •     Perceber-se enquanto Ser Inteligente, capaz de reconhecer a verdade, se libertar e libertar outros.
  •     Auxiliar quanto ao despertamento, construção e desenvolvimento da Inteligência dos educandos como um dos instrumentos de prioridade máxima para a compreensão e/ou construção da realidade.
  •     Empreender quanto ao despertamento, construção e desenvolvimento da Inteligência enquanto faculdade responsável pelo reconhecimento da Verdade, isto é, pelo discernimento entre realidade e ilusão.

criatividade

Criatividade

 

Objetivo Geral

  • Capacitar os educadores a fim de que formulem atividades que oportunizem experimentar a importância do saber criar, estimulando o educando a desenvolver sua capacidade de expressar-se e, ao mesmo tempo, de resolver os problemas que enfrentam no seu dia-a-dia.
  • Objetivos específicos:
  • Despertar, construir e /ou desenvolver o potencial criativo nos educandos;
  • Oportunizar ao corpo discente atividades interessantes, inteligentes e instigantes;
  • Fazer com que os educandos busquem o conhecimento e aprendam a criar suas próprias concepções e teorias, visando contribuir com a comunidade científica;
  • Formar educandos que reflitam sobre sua realidade e a do meio.

nucleo-de-educacao-inclusiva

Núcleo de Educação Inclusiva

 

Objeto:

  • Núcleo de pesquisa teórico-prática acerca de temas voltados para inclusão, Tecnologia Assistiva, sintomas/patologias, tais como: dificuldades de aprendizagens, síndromes, transtornos, déficit de atenção, deficiência mental, autismo, transtorno global do desenvolvimento, paralisia cerebral e outros; estudo de metodologias específicas, adaptações curriculares e de atividades para a inclusão de educandos portadores de necessidades especiais no ensino regular.

Finalidade:

  • Investigar tais assuntos com o intuito de auxiliar o educador, pais e/ou responsáveis a conhecer o diagnóstico do seu educando e utilizar métodos eficazes que colaborem com a construção do conhecimento dos educandos portadores de necessidades especiais em sala de aula de ensino regular.

conscienciologia

Conscienciologia

 

Objetivos

  •     Oportunizar toda a comunidade escolar a direcionar seus pensamentos com inteligência, isto é, no mínimo, embasando-se em valores, senão insofismáveis, no mínimo, racionais; e para adquirir a vontade, deve-se imaginar com esta consciência, isto é, no mínimo, embasando-se em seus sentimentos.
  •     Possibilitar o educando a discernir acerca do real e do ilusório; do bem e do mal; do correto e do incorreto; do justo e do injusto; do nobre e do vulgar; do útil e do fútil; da liberdade e da libertinagem; bem como da verdade e da mentira; demonstrados segundo os códigos estabelecidos pelas Leis Divinas, pelas Leis Universais, enfim, pelas Leis Naturais que regem o Universo.
  •     Favorecer o educando a direcionar seu pensamento e aprofundar seu raciocínio, integrando em um só ato de integração o seu sentir, pensar e agir, de modo que seus sentimentos, pensamentos e atos se convertam em valores morais, éticos e estéticos elevados.
  •     Conduzir o educando, de maneira cada vez mais, bela, rica e significativa, a conhecer, autoconhecer e autorealizar.

Vídeos em Destaques

Ananda Escola. Todos os direitos reservados.